“Tatuo há 16 anos. Quando comecei, não era comum mulheres tatuarem. Ainda há machismo. Está enraizado, as pessoas não percebem”.